Tem nosso dedinho aqui também!

mailmkt1

Imprimir

Santa Catarina destacou-se no Programa Primeira Empresa da FINEP

O Estado foi o que mais aprovou projetos, totalizando 238. Chave do sucesso foi o empenho das incubadoras-âncora em mobilizar os empresários. Cada Empresa Inovadora vai receber R$ 120 mil, não-reembolsáveis, para alavancar seus negócios.

Já está disponível no site do CELTA a lista com as empresas aprovadas no Programa Primeira Empresa Inovadora (PRIME), da Finep, agência de fomento do Ministério da Ciência e Tecnologia. Foram aprovadas 118 empresas que receberão, cada uma, R$ 120 mil. Santa Catarina foi o estado com maior número na aprovação dos projetos. As incubadoras-âncora – CELTA (Florianópolis) e Instituto Gene (Blumenau) – aprovaram, respectivamente, 118 e 120 projetos, sendo que as demais incubadoras de todo o Brasil não alcançaram 100 projetos. A lista das aprovadas pelo Gene pode ser conferida clicando aqui.

“Conseguimos mobilizar todo o Estado durante a fase de divulgação e fizemos um processo de análise criterioso”, destaca o Diretor Executivo da Incubadora CELTA, Tony Chierighini. “A disseminação da oportunidade, informa, foi chave para conseguir mobilizar empresas e induzir projetos mais consistentes. Percebemos a existência de uma demanda reprimida que os profissionais das universidades ainda não tinham identificado”, afirma Carlos Eduardo Negrão Bizzotto, Presidente do Conselho do Instituto Gene.

Lançado no final de 2008, o PRIME tem como meta principal ajudar na estruturação de planos de negócios e desenvolvimento de projetos inovadores em diversas áreas. Em todo o País, foram 1.185 projetos inovadores aprovados, identificados por 17 incubadoras-âncora.

Apesar de a região Sudeste ter tido o maior número de empresas aprovadas – 600 ao todo por nove incubadoras -, a Sul é a mais representativa, já que conseguiu o maior aproveitamento das quatro incubadoras, atingindo a média de 86 projetos por instituição – foram 344 projetos aprovados.

Segundo a Anprotec, nas 17 incubadoras, havia mais projetos com possibilidade de receber o fomento, mas acabaram sendo desclassificados por questões burocráticas – cerca de 20 a 30% das empresas não conseguiram enviar toda a documentação necessária até a data-limite.

Cada projeto inovador selecionado irá receber até R$ 240 mil em dois anos do Governo Federal, por meio da Finep, sendo a primeira metade não-reembolsável, totalizando um investimento de R$ 284,4 milhões.

Confira abaixo a lista de incubadoras-âncora, seus respectivos Estados e o número de projetos aprovados:

  • Instituto Gene – SC – 120
  • Fundação CERTI/Celta – SC – 118
  • Fumsoft – MG – 98
  • PaqTc – PB – 95
  • Univap – SP – 92
  • Cietec – SP – 89
  • Fipase – SP – 78
  • FAURGS/CEI – RS – 76
  • Cide – AM – 71
  • Inatel – MG – 64
  • PUC – RJ – 56
  • Bio Minas – MG – 49
  • Cesar – PE – 43
  • Bio Rio – RJ – 39
  • Coppe – RJ – 35
  • PUC – RS – 33
  • Cise – SE – 32

Fonte: www.inovasc.org.br

Quer saber mais dessa notícia? Veja este post:  O Poder das mídias sociais

2 Comments »

  1. […] Tem nosso dedinho aqui também! « Blógulo, o Blog da Glóbulo globulo.wordpress.com/2009/10/21/tem-nosso-dedinho-aqui-tambem – view page – cached October 21, 2009 at 1:33 pm · Filed under Notícias do mercado, Prata da Casa ·Tagged celta, certi, FINEP, gene, incubadora, inovação, prime, tecnologia — From the page […]

  2. foi ótimo trabalhar nesta ação com a Glóbulo!

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: