A matriz de Roberts e o futuro das marcas

12 de dezembro de 2009, 21:04

Amor… esse será o diferencial no futuro para as marcas, segundo K. Roberts, atual CEO da Saatchi & Saatchi. As grandes marcas e seus valores estão se tornando commodities.

Por Carlos André Braga

Branding, Brand Equity, Brand Experience, etc. Nomes que representam as ferramentas mais utilizadas para a gestão e mensuração das marcas e seus valores nos tempos de hoje, disciplinas que envolvem áreas da administração, marketing, comunicação e design.

As marcas são mensuradas por valores tangíveis e intangíveis, os quais as transformam no maior patrimônio de uma empresa. O branding, ou gestão de marca, é a disciplina que administra o posicionamento de uma marca no mercado, um trabalho extremamente complexo que engloba todos os departamentos de uma empresa, o mercado em que atua e, principalmente, o consumidor.

lovemark.jpgAté então o respeito, o reconhecimento e o valor financeiro de uma marca a torna a mais importante do mercado, mas Kevin Roberts, atual CEO da Saatchi & Saatchi decidiu olhar logo ali na frente, citando indiretamente que as grandes marcas e seus valores estão se tornando commodities.

Em um mercado em transição, onde o consumidor e a sociedade estão em uma constante evolução e cada vez mais ativos à informação, como uma marca pode se diferenciar no meio das gigantes que dominam esse mundo?

Segundo Roberts, todas as estratégias, táticas e operações podem ser resumidas em uma única palavra, amor. Amor? Sim, amor! Roberts afirma que o amor é o próximo passo das grandes marcas mundiais, e com isso passarão de respeitadas e ou desejadas para amadas.

O amor, a paixão, o verdadeiro apego, esses são os valores que farão a diferença no mundo das marcas, indo muito além do cognitivo, exercendo uma relação quase humana, na qual a marca terá o papel de conquistar o consumidor todos os dias de maneira não invasiva.

Amor, um nome que, por sua natureza, é simples, mas extremamente difícil de administrar, como qualquer outro tipo de relação que possa se tornar duradoura. Para se conseguir respeito é preciso estar disposto a enfrentar desafios, se submeter aos diversos pilares criados em uma relação e, antes de tudo, respeitar.

E o amor, como fazer com que alguém te ame, ou melhor, ame uma marca? Uma tarefa mais difícil ainda, mas não impossível, parece. Segundo Roberts, é preciso ir além dos números, estatísticas, pesquisas e outras ferramentas presentes no marketing, pois o amor atua juntamente com os princípios básicos da comunicação e percepção do homem, como visão, olfato, paladar, audição, entre outros que agem diretamente em diferentes partes do cérebro.

O cheiro de um bolinho de chuva, de um café, ou algo que remeta nosso bom gosto ou que nos leve ao passado através do subconsciente pode auxiliar no chamado “amor”, sem falar no conforto de uma poltrona, no bem estar causado por uma boa música, entre outros sentimentos e sensações que não são tangíveis.

O ser humano não precisa amar a perfeição, ou a melhor coisa, vislumbrando somente as vantagens e qualidades que desfrutará, pois isso não é amar e sim se interessar.

Google, Harley & Davidson e Fender são exemplos básicos, pois seus concorrentes oferecem enormes e variadas vantagens no quesito bem de consumo, ou produto, mas isso não importa, o Google é o Google, não um site de buscas, Harley é Harley, uma maneira de viver e não uma moto. E por que não ter a mesma guitarra que os maiores ícones do Blues e do Rock n’ Roll? Pois é, Fender é Fender.

A história, juntamente com ações do presente e planos para o futuro, define a construção de uma marca, com o ato de marcar um nicho ou até mesmo uma nação, agregando imensos valores e conseguindo o verdadeiro respeito das pessoas.

Mataram a charada até a presente data, e agora veremos como o mundo se comportará. Será que o verdadeiro amor se constrói? Será que ele realmente existe? Será que é duradouro ou possui um ciclo de vida? É melhor deixar essa resposta para Kevin Roberts, daqui alguns anos.  [Webinsider]

Fonte 1: galera da Blueticket nos enviou. Valeu!!

Fonte 2: http://webinsider.uol.com.br/index.php/2009/12/12/a-matriz-de-roberts-e-o-futuro-das-marcas/

3 Comments »

  1. arturcap said

    Uma ótima dica é o Livro Lovemarks,do próprio Kevin Roberts, leitura fácil, agradável e envolvente.
    Se quiserem emprestado tem aqui na Glóbulo.
    Att

  2. Social comments and analytics for this post…

    This post was mentioned on Twitter by globulo: http://tinyurl.com/ye9gvhq A matriz de Roberts e o futuro das marcas…

  3. Chrystiano Nogueira said

    Equipe Glóbulo, Braga; simplesmente ADOREI o artigo, assim como todos os outros posts, sempre muito bem “digitados”. É um assunto muito interessante a se pensar.
    Gostei bastante da escala do Roberts, como se muda a qualidade: Produto com Amor é Mania/ Moda temporária; Produto com Respeito é Marca.
    Sabe… Fiquei pensando no McDonalds. Será que ele consultou o Roberts? Porque a idéia do “Amo Muito Tudo Isso” parece uma tentativa. Tem também aquele marketing, com trechos de sucesso ou de coisas que as pessoas gostam de fazer, impressos nos produtos.
    Mas, sinceramente e na minha opinião, foi uma tentativa frustrada. Não sou fã de Mc, ainda mais depois de servirem um pão amassado, esfarelado, com um hambúrger queimado e gelado.
    Também não acho um custo adequado: Foi-se o tempo em que eu era pequeno, minha tia levava pra comer um Mc lanche feliz – e na época realmente era feliz – e custava uns R$4,95. Naqueles dias Mc, para mim, tinha cara de Família, de momento gostoso. Hoje em dia é uma marca, de uma empresa que cresceu muito, porém não agregou muitos valores, não teve muitas inovações. Pouco valor agregado e um alto custo.
    Falta uma boa equipe para desenvolver meu Amor por ela! hehehehe

    Mais uma vez Parabéns pelo conteúdo do blog! Tem algo nele que me atrai. Valeu, células criativas!

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: