Posts Tagged google

A matriz de Roberts e o futuro das marcas

12 de dezembro de 2009, 21:04

Amor… esse será o diferencial no futuro para as marcas, segundo K. Roberts, atual CEO da Saatchi & Saatchi. As grandes marcas e seus valores estão se tornando commodities.

Por Carlos André Braga

Branding, Brand Equity, Brand Experience, etc. Nomes que representam as ferramentas mais utilizadas para a gestão e mensuração das marcas e seus valores nos tempos de hoje, disciplinas que envolvem áreas da administração, marketing, comunicação e design.

As marcas são mensuradas por valores tangíveis e intangíveis, os quais as transformam no maior patrimônio de uma empresa. O branding, ou gestão de marca, é a disciplina que administra o posicionamento de uma marca no mercado, um trabalho extremamente complexo que engloba todos os departamentos de uma empresa, o mercado em que atua e, principalmente, o consumidor.

lovemark.jpgAté então o respeito, o reconhecimento e o valor financeiro de uma marca a torna a mais importante do mercado, mas Kevin Roberts, atual CEO da Saatchi & Saatchi decidiu olhar logo ali na frente, citando indiretamente que as grandes marcas e seus valores estão se tornando commodities.

Em um mercado em transição, onde o consumidor e a sociedade estão em uma constante evolução e cada vez mais ativos à informação, como uma marca pode se diferenciar no meio das gigantes que dominam esse mundo?

Segundo Roberts, todas as estratégias, táticas e operações podem ser resumidas em uma única palavra, amor. Amor? Sim, amor! Roberts afirma que o amor é o próximo passo das grandes marcas mundiais, e com isso passarão de respeitadas e ou desejadas para amadas.

O amor, a paixão, o verdadeiro apego, esses são os valores que farão a diferença no mundo das marcas, indo muito além do cognitivo, exercendo uma relação quase humana, na qual a marca terá o papel de conquistar o consumidor todos os dias de maneira não invasiva.

Amor, um nome que, por sua natureza, é simples, mas extremamente difícil de administrar, como qualquer outro tipo de relação que possa se tornar duradoura. Para se conseguir respeito é preciso estar disposto a enfrentar desafios, se submeter aos diversos pilares criados em uma relação e, antes de tudo, respeitar.

E o amor, como fazer com que alguém te ame, ou melhor, ame uma marca? Uma tarefa mais difícil ainda, mas não impossível, parece. Segundo Roberts, é preciso ir além dos números, estatísticas, pesquisas e outras ferramentas presentes no marketing, pois o amor atua juntamente com os princípios básicos da comunicação e percepção do homem, como visão, olfato, paladar, audição, entre outros que agem diretamente em diferentes partes do cérebro.

O cheiro de um bolinho de chuva, de um café, ou algo que remeta nosso bom gosto ou que nos leve ao passado através do subconsciente pode auxiliar no chamado “amor”, sem falar no conforto de uma poltrona, no bem estar causado por uma boa música, entre outros sentimentos e sensações que não são tangíveis.

O ser humano não precisa amar a perfeição, ou a melhor coisa, vislumbrando somente as vantagens e qualidades que desfrutará, pois isso não é amar e sim se interessar.

Google, Harley & Davidson e Fender são exemplos básicos, pois seus concorrentes oferecem enormes e variadas vantagens no quesito bem de consumo, ou produto, mas isso não importa, o Google é o Google, não um site de buscas, Harley é Harley, uma maneira de viver e não uma moto. E por que não ter a mesma guitarra que os maiores ícones do Blues e do Rock n’ Roll? Pois é, Fender é Fender.

A história, juntamente com ações do presente e planos para o futuro, define a construção de uma marca, com o ato de marcar um nicho ou até mesmo uma nação, agregando imensos valores e conseguindo o verdadeiro respeito das pessoas.

Mataram a charada até a presente data, e agora veremos como o mundo se comportará. Será que o verdadeiro amor se constrói? Será que ele realmente existe? Será que é duradouro ou possui um ciclo de vida? É melhor deixar essa resposta para Kevin Roberts, daqui alguns anos.  [Webinsider]

Fonte 1: galera da Blueticket nos enviou. Valeu!!

Fonte 2: http://webinsider.uol.com.br/index.php/2009/12/12/a-matriz-de-roberts-e-o-futuro-das-marcas/

Comments (3)

Google cria site de informações sobre publicidade on-line

google

O Google lança nessa semana o portal TudoSobreGoogle.com.br, que tem o objetivo de levar informações segmentadas de como o público pode tirar o máximo de proveito de soluções de publicidade on-line da empresa. Concebido em formato de jornal eletrônico, o site é dividido em três áreas diferentes, com conteúdo específico para quem ainda não é cliente, para os que já são e outro destinado aos profissionais que trabalham em agências de publicidade.

“O Google tem muitas fontes de informações sobre o AdWords. Nossa missão com a criação do jornal é consolidar tudo em um único espaço para ajudar quem tiver interesse a acessar assuntos de forma mais precisa”, diz João Bortone, Diretor de Marketing do Google Brasil. “Esperamos auxiliar nossos clientes a explorar de forma mais eficaz o potencial da Internet e levar as informações mais relevantes do Google e de seus produtos.”

O jornal oferece diferentes formatos informativos: vídeos, entrevistas, artigos, blogs, cases de sucesso, fóruns, newsletters, informações de cursos, entre outros. O objetivo foi desenvolver conteúdos que munissem o público com as principais novidades e exemplos de êxito de empresas – pequenas, médias e grandes – que aderiram às plataformas de anúncios do Google e obtiveram resultados expressivos.

No caso das agências de publicidade, que já utilizam os recursos do Google, o conteúdo é mais específico, com informações para auxiliar no desenvolvimento de novos negócios para as agências e na criação de campanhas mais eficazes. Além disso, há uma área de FAQ, estudos e pesquisas que disponibiliza dados sobre o perfil dos consumidores de diversos segmentos.

Post chupado do www.adnews.com.br

Leave a Comment

A história do Google em 2 minutos

Por: Artur Pereira (@arturcap)

Hoje mesmo eu estava fazendo algumas pesquisas e me surpreendi com vários serviços que o Google oferece e eu nem imaginava. Depois descobri esse vídeo que é muito legal com a história resumida (mas bem resumida) do Google.

Leave a Comment

Google já disponibiliza sua busca social

rio

Um conhecido pode ter uma informação mais relevante a sua vida do que a de uma página genérica da rede. É com base nesta premissa que o Google experimenta, a partir de hoje, o Social Search.

Agora, todos os usuários do site de buscas podem incluir, nos resultados, um filtro de busca social, que mostra as opiniões e análises de seus contatos – incluídos por Twitter, Gmail, FriendFeed, Blogger, Reader ou outra plataforma – sobre um determinado tema.

Para ilustrar a novidade com um exemplo bem brasileiro, idealize uma pesquisa no Google sobre o “Rio de Janeiro”. Com o Social Search ativado, no fim da página, aparecerão novos resultados, mais caseiros, de contatos ou de pessoas ligadas a seus amigos.

Desta maneira, estarão disponíveis para consulta posts opinativos em blogs, vídeos subidos para o YouTube, páginas de fotos, tuítes (num futuro próximo, dizem) e o que mais estiver relacionado à cidade provindo do círculo social do usuário.

Segundo o comunicado do Google em seu blog, a ferramenta, que está em testes pelo Labs, deve servir como uma referência de consulta mais próxima à realidade do usuário.

Fonte: AdNews

Leave a Comment

Google Squared

Por: Artur Pereira (@arturcap)

logo_lg

Esse novo produto do Google permite que o usuário defina critérios e compare os resultados.

Google Squared Labs

Leave a Comment

Dividimos Livros!

Por: Artur Pereira (@arturcap)

Muita gente comentou o post “Emprestamos Livros”, que foi uma iniciativa bem bacana da Glóbulo para disponibilizar nossa biblioteca aos colegas que tiverem interesse.

No meu caso farei um pouco diferente. Estou adorando o livro que estou lendo atualmente e irei dividir ele com os leitores do nosso blog. Com uma certa frequência postarei as partes e os cases mais interessantes deste livro.

O nome dele é Free – “The future of radical price” do autor Chris Anderson. Para quem não conhece esse autor é o editor da revista Wired e ficou muito famoso com o bestseller “A cauda Longa”.

free-chris-anderson-thumb-300x445-90541

Resumidamente o livro aborda modelos de negócios baseados em não cobrar nada do consumidor final. Diversos exemplos são apresentados, mas o foco principal está voltado para empresas de base tecnológica que assumem o “preço zero” como estratégia central, aproveitando a abrangência que esse preço proporciona e ainda os baixos custos para se distribuir serviços no mundo virtual.

Um ótimo exemplo para isso é o navegador Mozila Firefox, que atualmente possui 30% de mercado. Mas qual a sua fonte de renda? Segundo o autor, a Mozila recebe uma participação na receita do Google quando alguém realiza uma pesquisa a partir da barra de buscas situada no canto superior direito do navegador e clica em um link patrocinado.

Outros exemplos que seguem essa linha já foram postados aqui no Blógulo.

Zappos, Solução criativa em e-commerce.

Primeiro lucrar depois dominar.

MIT Open Course Ware.

Freecyle.org – A maior rede mundial de doações.

Eco cabide

Em breve tem muito mais.

Vale ressaltar que o livro tem algumas versões gratuitas na web.

Comments (5)

Plano Secreto do Google

Por: Artur Pereira (@arturcap)

google

O Plano Secreto do Google para o Dia Das crianças.

Uma história bem lúdica em formato de gibi para promover as soluções publicitárias do Google.

Confira.

Comments (1)

Older Posts »