Posts Tagged Nike

Escândalo bem caro!

Por: Artur Pereira (@arturcap)

Tiger Woods, o atleta mais bem pago do mundo não anda em seu melhor momento. Circulam notícias de que sua esposa descobriu o envolvimento do golfista com nove amantes.

A bomba estourou depois que Woods foi encontrado com o rosto todo desfigurado dentro do carro que bateu em um hidrante e depois em uma árvore. Especula-se que sua esposa usou um taco de gofe para espancar o marido.

Como esse não é um blog de fofocas e nosso foco é marketing, vamos ao que interessa.

Segundo o jornal “O Estado de São Paulo”, estima-se que Woods perdeu contratos de patrocínios anuais que somados rendiam ao atleta US$ 100 milhões. Os patrocinadores que abandonaram o atleta formam: AT&T, Gillete, Tag Heuer e a empresa de consultoria Accenture.

Em comunicado a AT&T não comenta os episódios e e deseja sorte ao atleta no futuro.

Aparentemente a NIKE manteve o contrato vitalício com ele.


Após todo o rolo, ele declarou que estava agindo contra seus próprios princípios.

Gostaria de saber quanto o “Ronalducho” perdeu em suas puladas de cerca… Se alguém tiver a resposta pode postar um comentário.

Advertisements

Comments (1)

Os principais ingredientes de um vídeo viral.

Por: Artur Pereira (@arturcap)

Estive vendo uma entrevista bem legal com Mads Holmen da Inglesa Go-Viral, que é uma referencia internacional em vídeos virais. Infelizmente essa entrevista não está disponível no You Tube, mas abaixo vai um resumo do que foi dito:

Holmen aponta os principais ingredientes responsáveis para criar um sucesso na rede. Primeiro ele destaca o fato de o vídeo ter um “Talking point”, que ele descreve como: “logo que você assiste, surge a dúvida se o vídeo é real e você quer repassar para ver se seus amigos concordam, e assim começa a discussão e ele se torna um viral”. Nesse sentido o entrevistado destaca o vídeo do Fifa Street:

Em seguida o vídeo tem que ser sensacional e voltado para a internet. Não adianta criar um conteúdo para TV e reproduzir na rede, deve ser algo que nunca tenhamos visto antes, “coisas que não podem ser reproduzidas no formato comercial da TV”. Como por exemplo o anúncio da Diesel que utiliza imagens pornográficas de uma maneira nunca imaginada. “Tem humor, sarcasmo e mostra a liberdade que a internet proporciona”.

E por fim o “Soap effect” que ele apresenta como “transformar ideias brilhantes em um série de conteúdos muito bons”. Fazer um modelo periódico que entregue às pessoas uma “dose semanal de brand awerness”. Como no caso da Red Bull Air Race:

Segundo Holmen, atualmente são postados no You Tube aproximadamente 60 a 70 mil vídeos por dia, portanto, além de criar um filme muito bom, ele afirma que a estratégia de distribuição deve ser muito bem planejada por profissionais da área que saibam o que estão fazendo. “Basicamente é um planejamento de mídia focado em distribuir o filme para as pessoas certas no momento adequado e com um conteúdo que elas queiram assistir”.

Comments (1)

Mais uma da série “evolução”

pepsiimagem1logo-peugeotLogo-Nikerenault

Leave a Comment

Nike:Take It To The Next Level

A NIKE, como marca, é uma das minhas favoritas. Por tudo que ela já fez, por tudo que representa, pela capacidade de resumir tanta emoção (em qualquer parte do mundo) em um único símbolo , por inovar sempre sua comunicação e por, principalmente, imprimir em qualquer ser humano o desejo de (mesmo sem você se tocar disso) pertencimento ao time de super-heróis do esporte. 

O sua sensação de pertencimento a este “time” é real e muitas vezes você nem imagina que escolher um tenis é puro sentimento e emoção, mas todas as formas de comunicação da NIKE estão voltadas pra isso: Você é capaz, você faz parte, você consegue! “Just do it!” ou, neste caso, “take to the next level”. Não se vendem chuteiras, meias, uniformes, tenis ou qualquer outro artigo. A NIKE vende o ingresso a este grupo. E que grupo! 🙂

Neste comercial, que acho muito bom, feito pelo o diretor Guy Ritchie, ex marido da Madonna e grande diretor de filmes como Snatch, Revolver, Jogos trapaças e dois canos fumegantes e RocknRolla (quem gosta de cinema certamente gosta do Guy Ritchie como diretor), VOCÊ é O CARA!  

Você é o coadjuvante, você sua, se esforça, passa mal, treina bastante e consegue entrar no “time” da NIKE, ter grana, carrões, mulheres lindas babando, enfim. Mesmo sem perceber, você entra no clima e “consegue” o sucesso! Ou, pelo menos, sentir um gostinho dele…

Quem sabe o próximo nível seja comprar seu próximo NIKE para que a história continue, não é ?

Alex Lima

Leave a Comment